O primeiro romance escrito

Ilustração do capítulo vinte – 朝顔Asagao.Atribuida a Tosa Mitsuoki (1617–91).

Ilustração do capítulo vinte – 朝顔 Asagao.Atribuida a Tosa Mitsuoki (1617–91).

Genji Monogatari  é um livro  de literatura japonesa de autoria atribuída a fidalga Murakasi Shikibu, escrito no começo do século XI, durante o Perído Heian da historia do Japão . É considerado o primeiro romance  literário do mundo.

A obra narra a vida de um filho de um imperador japonês, mostrado para os leitores o Hikaru Genji , ou “Genji Brilhante”. Por razões políticas, Genji é relegado ao status de cidadão (ao receber o sobrenome Minamoto) e começa uma carreira como um oficial imperial. O conto se concentra na vida romântica de Genji e descreve os costumes da sociedade aristocrática da época.

O romance é tradicionalmente dividido em três partes, os dois primeiros tratando sobre a vida de Genji, e o último lidando com os primeiros anos de dois dos descendentes proeminentes de Genji, Niou e Kaoru. Existem também vários capítulos curtos de transição, que são geralmente agrupados separadamente e cuja autoria é às vezes questionada.

  1. A ascensão e queda de Genji
    1. Juventude, capítulos 1-33: Amor, romance, e exílio
    2. Sucesso e retrocessos, capítulos 34-41: Um gosto de poder e a morte de sua amada esposa
  2. A transição (capítulos 42-44): episódios muito curtos após a morte de Genji
  3. Uji, capítulos 45-54: descendentes oficiais e secretos de Genji, Niou e Kaoru

O conto termina abruptamente, no meio de uma frase. As opiniões variam sobre se o final era a conclusão prevista para o autor. Arthur Waley, que fez a primeira tradução em inglês de todo o Genji Monogatari, acreditava que o trabalho foi de fato terminado. Ivan Morris , autor de O Mundo do Príncipe Brilhante, acreditava que a história não foi completa, mas apenas algumas páginas ou um capítulo, no máximo, “desapareceram”. Edward Seidensticker, que fez a segunda tradução do Genji, acredita que ele não foi terminado, e que Murasaki Shikibu não tinha uma estrutura planejada da história com um “final” e simplesmente foi escrevendo enquanto podia.

Alguns estudiosos modernos alegam que o capítulo 54, o último do conto, “A Ponte Flutuante dos Sonhos”, é uma seção separada da parte de Uji. Ele parece continuar a história dos capítulos anteriores, mas o título de seu capítulo é curiosamente abstrato. É o único capítulo cujo título não tem nenhuma referência clara no texto, mas isso pode acontecer porque o capítulo é inacabado (Esta dúvida é mais difícil porque não se sabe exatamente quando os capítulos adquiriram seus títulos).

O Conto de Genji foi adaptado para o cinema várias vezes: em 1951 pelo diretor Kõzaburo Yoshimura, em 1966 pelo diretor Kon ichikawa, e em 1987 pelo diretor Gisaburo Sugii. Este último é um animeque não é uma versão completa, basicamente cobrindo os primeiros 12 capítulos, ao mesmo tempo em que incluiu alguma motivação psicológica que não estava explícita no romance.

Em 2001, Tonko Horikawa fez uma adaptação com um elenco só de mulheres. No filme,Sennen no koi- Hikaru Genji Monogatari  (“Genji, Um Amor de Mil Anos”), Murasaki conta a história de Genji para uma menina como uma lição sobre o comportamento dos homens. O filme Yokihi (ou Princesa Yang Kwei-fei) de Kenji Mizoguchi , de 1955, pode ser visto como uma espécie de prelúdio para Genji.

No início de 2009, Genji Monogatari, um anime que passou na TV com onze episódios e foi baseado em Genji Monogatari, foi exibido na televisão japonesa. Esta adaptação foi dirigida por Osamu Dezaki.

Em 2010, outra adaptação cinematográfica foi feita. No ano seguinte foi lançado o filme Genji Monogatari: Sennen no Nazo (O Conto de Genji: O Mistério de Mil Anos, em português) do diretor Tsuruhashi Yasuo .

Fonte: http://www.pt.wikipedia.org

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s