Viúva de militar brasileiro moto na Haiti está criando uma biblioteta no país

Por Mariana Sanches, Publicado em 09 de Julho de 2012

Fonte: http://colunas.revistamarieclaire.globo.com/mulheresdomundo/2012/07/09/viuva-de-militar-brasileiro-morto-no-haiti-esta-criando-uma-biblioteca-no-pais/

Faltavam 10 dias para o Tenente Coronel Marcus Vinícios Cysneiros voltar ao Brasil, depois de servir por sete meses nas Forças de Paz das Nações Unidas, no Haiti. No dia 12 de janeiro, um terremoto, que devastou parte do país, interrompeu a trajetória do Coronel Cysneiros. Ele estava dentro do prédio da ONU na hora do abalo. Morreu ali, junto a outras 101 pessoas. A família só teve a confirmação da morte quase uma semana depois. O Coronel deixou a mulher, Gizelle, e duas filhas, uma delas de apenas dois anos de idade.

Coronel Cysneiros morreu em janeiro de 2010, aos 41 anos, vitimado pelo terremoto no Haiti

Seria natural que Gizelle tivesse ódio de um lugar que a afastou para sempre do marido, com quem viveu por 10 anos. Mas, aconteceu o contrário. “Assim como ele perdeu a vida, o trabalho dele ali também foi perdido, quando o terremoto aconteceu. O país estava em um momento melhor, a violência estava diminuindo, ele já tinha uma sensação de dever cumprido, e aí aconteceu a tragédia”, conta Gizelle. “Então eu queria, de algo maneira, ajudar a reconstruir ao menos uma parte do trabalho que ele fez, nos sete meses em que se dedicou. Tanto que na missa de sétimo dia dele, um dia depois do enterro, já pedi para as pessoas trazerem pra igreja galões de água e sardinha em lata para a gente mandar pro Haiti”.

TRANSFORMAR LÁGRIMAS EM LIVROS

Os primeiros 600 livros em francês arrecadados foram entregues na escola haitiana no fim de junho

A resiliência de Gizelle está a ponto de provocar uma pequena revolução cultural no país. Ela, que já enviou pastilhas de cloro (para conter a epidemia de cólera no país), e máquinas de cortar cabelos infantis, teve uma idéia no começo deste ano: montar uma biblioteca na Ecole Mixte Terre Promise, em Porto Príncipe, a capital do Haiti, onde 615 crianças estudam. Para isso, procurou o grupo Corujão da Poesia, criado por João Luiz de Souza, assessor de cultura da Universidade Salgado de Oliveira, no Rio. O Corujão, apadrinhado pelo cantor Jorge Ben Jor, já arrecadou mais de 300 mil livros em todo o Brasil todo para formar bibliotecas e pontos de empréstimos (que eles chamam de libertação) de livros. “Ela nos procurou em abril. Disse que a leitura era uma das coisas que o marido dela mais gostava na vida. Abraçamos a causa”, conta João. O trabalho não é nada fácil, especialmente porque os livros doados precisam estar escritos em francês. Ainda assim, Gizelle e João já conseguiram arrecadar cerca de 1.700 livros. A primeira remessa do material, enviado via exército brasileiro, chegou ao Haiti no final de junho.Mas, uma biblioteca não se faz só com livros. O desafio de Gyselle e João é conseguir sete mesas, 30 cadeiras, estantes. Será preciso até mesmo um gerador de energia elétrica. Desde o terremoto, a escola não tem luz. Só com um gerador, as crianças poderão aproveitar os 80 DVDs em francês que Gyzelle e João já conseguiu reunir. Mas nenhum dos dois parece pessimista diante da missão? “Inicialmente nossa meta era conseguir dois mil livros. A pedido do Jorge Ben Jor, aumentamos essa meta para quatro mil”, afirma João do Corujão.

Para Gizelle, embora mexa numa ferida, o trabalho voluntário no Haiti a ajuda a fazer justiça ao marido. “Ele lutou muito por aquele povo. Quando me devolveram o computador dele, pude ver as centenas de fotos que ele tinha tirado, abraçando os haitianos, se dedicando. Não havia uma fotografia em que os olhos dele não brilhassem. Era uma vontade dele de ir e ajudar. De alguma maneira ele transmitiu isso para mim. Essa missão é minha agora.

Se empolgou em ajudar e tem algum livro em francês dando sopa em casa? Então pode escrever para a.cultura@nt.universo.edu.br . O Corujão e Gyzelle dão um jeito de buscá-lo em qualquer lugar do Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s